17/12/2013

Chovem Almôndegas 2 (Cloudy with a Chance of Meatballs 2 - 2013)



                No fim do primeiro filme podiam escolher duas atitudes sobre este filme onde chove comida, que era simplesmente parvo, ou que tinha um argumento no mínimo inovador. Eu fiquei-me pela segunda hipótese, mas mesmo assim acho que esta sequela já é esticar demasiado a corda. 
                Logo após o final do primeiro filme, Flint Lockwood foi convidado para se juntar à Live Corp Company, que era gerida pelo seu herói de infância Chester V. Mas, quando a máquina de Flint volta a funcionar e a criar híbridos de comida-animais, o inventor vai ter de regressar à sua terra natal. 
                É clara qual é a inspiração para o vilão. Ele só não se chama Steve Jobs porque ainda tinham um processo em cima, mas é uma clara paródia do inventor da Apple, fazendo referências a várias das atitudes da sua empresa. Ao menos serviu para termos uma personagem diferente. 
                Os vários seres mutantes que ao longo do filme vão aparecendo estão muito interessantes, e a possibilidade de gerar vários trocadilhos está muito bem implementada. 
                O grupo dos protagonistas é basicamente o mesmo que no filme anterior, e se elas não são muito desenvolvidas ao menos são divertidas. A dobragem para a língua de Camões também está bem-feita. 
                Em termos técnicos não houve uma evolução em relação ao primeiro, todos os cenários continuam a ser uma explosão de cores, mas em termos de uma maior definição nada é apresentado (e nem era preciso). Temos o 3D, que parece ser cada vez mais a regra em todos os filmes de animação, que não acrescenta nada de substancial à experiência. 
                Consegue ser uma boa sequela, é divertida, tem umas personagens interessantes e está cheia de cor.


1 comentário:

  1. Eu já estou um pouco grandesita para mim, como Cloudy with a Chance of Meatballs de Chris Miller é bela

    ResponderEliminar